Se ninguém te vê … nós sim”

Esta é uma história de esperança e que tem, felizmente, um final bom. Estamos muito aliviados e orgulhosos de poder partilhar com você. A vida incerta e triste de 2 jovens cães do Pico mudou para melhor, graças à determinação de 4 mulheres que se comprometeram a ajudar os cães da Ilha do Pico, cada uma à sua maneira.

 

Aos 8 meses de idade, esses cachorros já haviam sofrido abandono e abusos. Morando em uma casa “quase” abandonada, a comida e a água eram escassas, ainda mais os contatos com um ser humano, principalmente com uma pessoa que definiríamos como humana. Uma denúncia à polícia fez sair a história desses cães, para que finalmente pudessem ser “VISTOS”. Vistos como criaturas abandonadas por sua família humana, vivendo em um ambiente imundo, com uma corrente que causava um ferimento terrivelmente profundo no pescoço e com problemas nas patas, provavelmente causados por uma dieta pouco nutritiva.

Sandra, uma preciosa trabalhadora do canil municipal de S. Roque,  contatou a Dania da associação PicoDogs, para um apoio na esterilização, vacinação e chip dos 2 cachorros.

Correu tudo muito bem na clínica veterinária Companhia Animal, onde Beatriz e Sara cuidaram muito bem deles.

Alguns podem pensar que cães que passaram por encontros com humanos tão terrivelmente ruins irão mostrar evitação, medo e até mesmo comportamento agressivo em relação às pessoas. Essa ideia não poderia estar mais errada. Ambos são muito dóceis e gostam de interagir e brincar com qualquer companheiro humano.

Sandra então não pôde esperar mais e imediatamente procurou por uma nova família adotiva. Terminada a recuperação, ajudamos os cães a chegarem à sua nova casa na ilha da Graciosa.

Muito obrigado à Sandra, à nova família adotiva, Dania, Beatriz e Sara e a todos vocês que estão dispostos a falar por todas as criaturas inocentes do Pico que merecem uma vida mais respeitosa.

Um agradecimento especial à veterinária Patricia que tratou da horrível ferida no pescoço.

Se conhece pessoas que mantêm animais em más condições ou que lhes infligem maus-tratos por favor informe a GNR 292642389 ou contacte o SOS Ambiente 800 292 800, disponível 24 horas por dia.

A denúncia é anónima e pode salvar uma vida.

 

 

Leave a Reply